Loading...

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Cada soldado cava sua trincheira e espera, onde seu universo se torna pequeno, frio, solitário e louco. Pequenos acontecimentos que passam desapercebidos em nossa vida cotidiana, para um soldado tornam-se a essência do seu universo. Rasgam a densidade de uma guerra, com a simplicidade de uma pequena grande bobagem. Cada ator cava sua trincheira e espera por instantes de pequenas guerras, de enfrentamentos solitários de suas potencialidades, como se nadasse contra a correnteza de um grande rio ( amazonas, Orenoco ou Nilo) lavando a sua mediocridade e sorrindo para os estúpidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário